Léon Guillaume Bouly


Cinematógrafo de Léon Bouly

É comummente aceite que o cinema "nasceu" no dia 28 de Dezembro de 1895, aquando da primeira exibição pública de filmes organizada pelos Irmãos Lumière, mas a verdade é que o cinema é uma invenção colectiva, isto é, é o trabalho de muitos inventores e entusiastas, em vários pontos da Europa e Estados Unidos, que, bebendo do trabalho uns dos outros, foram contribuindo para criar as condições técnicas para a filmagem e projecção das "imagens em movimento". Um dos inventores que contribuiu para este processo foi o misterioso e praticamente desconhecido Léon Guillaume Bouly.

Muito pouco se conhece, realmente, sobre o entusiasta e inventor francês nascido em 1872, mas sabe-se que registou uma patente em 12 de Fevereiro de 1892 para uma câmara sequencial que designou de Cinematógrafo. No ano seguinte, a 27 de Dezembro, registou uma segunda patente: uma versão melhorada do Cinematógrafo, totalmente diferente da primeira, que permitia filmar e projectar. No entanto, o mecanismo das máquinas não se revelou satisfatório e ninguém, à época, as terá visto trabalhar. Dois dos modelos desenhados por Bouly terão sido fabricados por um mecânico de precisão, residente na capital Francesa, chamado Gaillard que, em 1927, doou duas dessas máquinas ao Conservatoire Nationale des Arts et Métiers, em Paris, onde, actualmente podem ser admiradas.

A mais relevante contribuição de Léon Guillaume Bouly para a história do Cinema não foi técnica, foi mesmo a "invenção" da palavra Cinematógrafo, nome, hoje, associado aos irmãos Lumière. Tal deve-se ao facto de Bouly não ter conseguido pagar, em 1894, a anuidade das suas duas patentes e, assim, a palavra Cinematógrafo ficou livre de ser apropriada por terceiros. Foi o que fizeram os irmãos Lumière, que registaram a sua máquina de filmagem e projecção com o nome Cinematógrafo e sob essa designação a apresentaram ao público no dia 28 de Dezembro de 1895 no Salon Indien du Grand Café.

Texto de Rui Chambel


You'll only receive email when they publish something new.

More from { Chambel.net }