História do Cinema: 1980-1989

regresso_do_jedi

Blockbusters, Parte II: As Sequelas

Após se ter reiventado na década anterior, a indústria cinematográfica norte-americana é dominada, nos anos 80, pelos blockbusters e pelas sequelas. Se em 1975 e 1977, Tubarão e Guerra das Estrelas, respectivamente, demonstraram que existia uma vasta camada de público jovem que se sentia atraída por grandes espectáculos cinematográficos, O Império Contra-Ataca e O Regresso de Jedi provaram que o público queria mais do mesmo. Assim, a produção cinematográfica revelou-se uma competição para ver quem conseguia produzir o maior espectáculo, gerar mais sequelas, vender mais merchandising e, claro, gerar mais dinheiro.

O excesso, a imagem de marca da década de 80, revelou-se em filmes como Caça-Fantasmas, Rambo, Arma Mortífera, Assalto ao Arranha-céus e Batman, todos eles sucessos de bilheteira. Filmes dirigidos aos mais velhos tornaram-se escassos numa indústria que se reorganizou à volta do Verão e do Natal, período em que os mais jovens não têm aulas.

Dominado pelos filmes-espectáculo, Hollywood viu o orçamento médio de um filme disparar vertiginosamente, grande parte gasto em publicidade. Como forma de proteger os seus investimentos, os estúdios contratam criativos (actores, realizadores, argumentistas) com provas dadas, pagos a peso de ouro. Neste cenário, alguns actores, “ajudados” pelos seus agentes, ganharam um poder nunca antes visto e conseguiram salários verdadeiramente astronómicos, com base em complexos contratos, que incluíam também parte dos lucros das receitas de bilheteira.

Muito embora alguns falhanços comerciais, Hollywood manteve, durante a década, uma economia invejável, sustentada pelos sucessos de bilheteira, pela massificação dos gravadores de vídeo (VHS) e da televisão por cabo, assim como pelo aumento do domínio dos filmes norte-americanos nos mercados internacionais.

Preocupados em criar um espectáculo ainda maior que o anterior, os grandes estúdios de Hollywood sentiam-se relutantes em apostar em histórias pouco convencionais e a procura de filmes de qualidade começou a ser preenchida, já no final da década, por empresas independentes como a New Line e a Miramax. Este movimento independente, que viria a consolidar-se nos anos 90, teve como pilar importante o Festival de Sundance, organizado pelo instituto com o mesmo nome, criada pelo actor Robert Redford em 1980 para ajudar jovens realizadores. O Festival tornou-se numa excelente montra, revelando novos talentos e dando a conhecer filmes que dificilmente chegariam às salas de cinema. O mais importante filme revelado pelo Festival foi Sexo, Mentiras e Vídeo, que, em 1989, transformou o panorama cinematográfico independente norte-americano e o próprio evento, confirmando que o cinema independente conseguia produzir filmes de qualidade e atrair público às salas de cinema.

Fora dos Estados Unidos, a década de 80 revelou-se um período prolífero em filmes de qualidade, embora as produções norte-americanas dominassem os diversos mercados internacionais. Na Europa, realizadores como Bertrand Tavernier e Diane Kurys (França), Pedro Almodóvar (Espanha), Stephen Frears e Neil Jordan (Grã-Bertanha) são aclamados pelos seus filmes e aumentam o prestígio da produção europeia.

Na União Soviética, a década é um tempo de criatividade, resultado dos ventos de mudança que o país atravessa com a liderança de Mikhail Gorbachev. O 5º Congresso dos realizadores soviéticos, em 1986, marca uma nova era de abertura e independência na produção cinematográfica do pais. Nikita Mikhalkov, Andrei Tarkovsky e Tergiz Abuladze são apenas alguns dos realizadores cujos trabalhos marcam esta nova era da cinematografia soviética.

Também a atravessar um período de transformação, a China assiste a um rejuvenescimento cinematográfico, nomeadamente com a reabertura da Academia de Cinema de Beijing (fechada desde a Revolução Cultural nos anos 60) e cujos primeiros licenciados (Zhang Yimov, Chen Kaige, entre outros) dão um novo impulso ao cinema chinês e tornam-se internacionalmente conhecidos como a 5ª geração de realizadores chineses.

Cassetes VHS

Cassetes VHS

Timeline, Década 1980-1989

1980

  • Ronald Reagan, actor de filmes de série B, é eleito Presidente dos Estados Unidos.
  • Sherry Lansing torna-se a primeira mulher à frente de um dos grandes estúdios de Hollywood. Lansing ocupará o cargo de presidente da 20th Century Fox durante dois anos.
  • O sindicato dos actores de cinema e televisão entre em greve durante 10 semanas. A greve, que provocou o encerramento da produção cinematográfica, custou mais de 400 milhões de dólares de prejuízo.
  • O filme de Michael Cimino As Portas do Céu, o mais caro à época e com três horas de duração, é um falhanço comercial e de crítica. Como consequência, o estúdio responsável pelo filme, a United Artists, entra em crise financeira, sendo, mais tarde, adquirido pela Metro-Goldwyn-Mayer.
  • A empresa britânica Rank Organization cessa a sua produção cinematográfica e concentra as suas actividades apenas na distribuição e exibição de filmes.
  • Os arquivos da Cinemateca Francesa são parcialmente destruídos por um incêndio.
  • A Índia cria um organismo para a promoção dos seus filmes.

1981

  • A Metro-Goldwyn-Mayer finaliza a aquisição da United Artists.
  • A Walt Disney expande o seu negócio à televisão por cabo com a criação do Disney Channel.
  • O magnata do petróleo Marvin Davis adquire a 20th Centuty-Fox.
  • O sindicato dos argumentistas entra em greve durante três meses.
  • O Congresso Norte-Americano inicia inquéritos sobre o uso de drogas no mundo do espectáculo.
  • Ragtime é o primeiro filme do actor James Cagney em 20 anos.
  • Uma nova versão de As Portas do Céu, com menos um quarto de duração, é novamente um fracasso de bilheteira.
  • A sala de espectáculos de Nova-Iorque Radio City Music Hall exibe o filme Napoleon, realizado por Abel Gance em 1927, em três ecrãs.

1982

  • E.T. – o Extra-Terrestre, de Steven Spielberg, estreia neste ano e bate A Guerra das Estrelas como o filme com maior número de espectadores.
  • A famosa empresa de refrigerantes Coca-Cola compra a Columbia Pictures.
  • A percentagem de filmes produzidos pelos grandes estúdios de Hollywood rodados fora dos Estados Unidos sobe 75% comparativamente com o ano anterior.
  • O estúdio Columbia Pictures, o canal de televisão generalista CBS e a estação de televisão por cabo HBO criam a produtora Nova, que tornar-se-á, mais tarde, na Tri-Star Pictures.
  • Embora apenas 10% dos lares norte-americanos tenham gravadores de vídeo (VHS), a receita da venda de filmes neste formato é já uma importante fonte de receitas.
  • O canal de televisão britânico Channel 4 inicia as suas emissões e torna-se num dos pilares da produção cinematográfica do país, produzindo filmes que exibe após a sua exploração em salas de cinema.
  • O governo polaco aumenta a pressão política sobre alguns artistas, entre os quais o realizador Andrej Wajda, e dissolve o sindicato de actores.

1983

  • Nos Estados Unidos, o preço médio de um bilhete de cinema ultrapassa os 3 dólares.
  • A estreia do filme O Regresso do Jedi, que utiliza o sistema de som THX desenvolvido pela empresa do realizador George Lucas, marca a aceitação do mercado a este sistema de som.
  • Um incêndio de grandes proporções destrói parte dos cenários permanentes dos estúdios da Paramount Pictures, entre eles, o das ruas de Nova Iorque.
  • A média de espectadores das salas de cinema francesas diminui mais de 5% em relação ao ano anterior.
  • O ministro francês Jack Lang torna-se o grande responsável pelo reavivar da produção cinematográfica francesa, nomeadamente pelas medidas que tornaram mais fácil o financiamento de filmes.
  • Ingmar Bergman anuncia que abandona a realização após a estreia do seu último filme, Fanny e Alexander. Bergman regressaria ao trabalho no ano seguinte, filmando para televisão.
  • Gandhi torna-se o filme estrangeiro de maior sucesso na Índia.

1984

  • Nos Estados Unidos, as queixas de violência excessiva nos filmes leva à criação de uma nova classificação (PG-13), que avisa que um filme pode ter conteúdos não aconselháveis a menores de 13 anos.
  • O Supremo Tribunal Norte-Americano declara que a gravação de filmes para uso pessoal não viola as leis de direito de autor.
  • A Walt Disney cria a produtora Touchstone Pictures para a produção de filmes para um público mais adulto. Splash – A Sereia é o primeiro filme da produtora e revela-se um grande sucesso de bilheteira.
  • O governo francês agracia o actor norte-americano Jerry Lewis, considerando-o um génio da comédia.
  • França e a Walt Disney anunciam a construção de um parque temático em Paris.
  • A produção cinematográfica italiana “resume-se” a 30 filmes neste ano, comparados com os 294 estreados em 1968.

1985

  • Mais de 25% dos lares norte-americanos possuem um gravador de vídeo (VHS).
  • O magnata australiano dos meios de comunicação, Rupert Murdoch, compra a 20th Century-Fox.
  • Filmes pintados são exibidos pela primeira vez em televisão.
  • O sucesso do filme Desesperadamente à Procura de Susana confirma a crescente importância dos filmes independentes.
  • A personagem John Rambo, interpretada por Sylvester Stallone em Rambo, torna-se num controverso símbolo militar e político.
  • A indústria cinematográfica britânica lança a promoção “O Ano do Cinema Britânico”, uma tentativa de contrariar a grande redução de subsídios à indústria por parte do governo de Margareth Thatcher.
  • A produtora britânica Goldcrest excede-se na produção de Revolution, que conta com a participação de Al Pacino, na altura um dos mais caros actores norte-americanos. O filme revela-se um desastre de bilheteira e leva a produtora à falência.
  • O filme erótico Emmanuelle termina a sua carreira de mais de 10 anos de exibição na sala parisiense Triomphe.
  • Jean-Luc Godard é atingido na cara por uma tarte durante o Festival de Cinema de Cannes.
  • O 1º Festival Internacional de Cinema de Tóquio gera controvérsia devido à censura a um filme sobre o autor de direita Yuko Mishima.
  • O fim da ditadura no Brasil permite que temas sociais e políticos sejam abordados em filmes nacionais.

1986

  • A estreia de A Bela Adormecida, da Disney, em formato VHS vende mais de 1 milhão de cópias nos Estados Unidos.
  • Ted Turner compra o catálogo de filmes da MGM/United Artists.
  • O produtor David Puttman torna-se no primeiro britânico a dirigir um grande estúdio de Hollywood, a Columbia Pictures. Puttman abandona o posto um ano depois devido aos muitos conflitos com os colegas.
  • A colorização de filmes exibidos em televisão torna-se num problema artístico, nomeadamente, quando o realizador John Huston protesta contra a colorização do seu filme Relíquia Macabra.
  • A personagem interpretada por Sigourney Weaver em Aliens ganha o apoio de muitas femininistas.
  • A diferença salarial entre estrelas norte-americanas mantêm-se, com Sylvester Stallone a ganhar 17 milhões de dólares por filme (o maior entre os homens) e Barbara Streisand a liderar as actrizes mais bem pagas ao receber 5 milhões de dólares por filme.
  • Por razões económicas, a Thorn-EMI vende os seus interesses cinematográficos, onde se incluíam os famosos estúdios Elstree, à Cannon Group.
  • O número de espectadores, em França, é apenas de 1.6 milhões.

1987

  • Los Angeles sofre um violento tremor de terra que provoca a interrupção da produção cinematográfica.
  • É posto à venda o primeiro número da versão norte-americana da revista francesa Premiere.
  • A personagem interpretada por Glenn Close em Atracção Fatal gera controvérsia e provoca discussões sobre as relações entre homens e mulheres.
  • Os famosos estúdios ingleses Pinewood, conhecidos por “alojar” as filmagens da série James Bond, resumem-se a um espaço para a lugar.
  • Em França, a crise cinematográfica agoniza-se com o fecho de cerca de 350 salas de cinema.
  • A crise chega também à Dinamarca, que perde duas salas de cinema, em média, por mês.

1988

  • De acordo com o recente “Acto de Preservação de Filmes”, o governo norte-americano deve designar 25 filmes por ano que devem conter um aviso se forem pintados. O aviso referencia que os autores dos filmes não deram o seu consentimento para a utilização do processo.
  • Nos Estados Unidos, o número de drive-ins desce para o seu valor mais baixo: 1500. No seu auge, existiam mais de 6 mil deste tipo de recintos.
  • O número de filmes de terror produzidos em Hollywood duplica no espaço de 3 anos.
  • Os argumentistas entram em greve por um período de seis meses, cujos custos são avaliados em 150 milhões de dólares.
  • O filme E.T. – O Extra-Terrestre vende mais de 15 milhões de cópias em VHS nos Estados Unidos.
  • O Museu das Imagens em Movimento abre as suas portas em Londres.
  • Os famosos estúdios britânicos Elstree são salvos, à última da hora, da demolição.
  • Numa entrevista, o realizador francês Jean-Luc Godard, um dos mais conhecidos autores da Nouvelle Vague, declara que o “cinema está morto”.
  • A atribuição do Urso d’Ouro do Festival de Berlim ao filme Milho Vermelho é o reconhecimento das qualidades da cinematografia chinesa.
  • O filme Little Woman, sobre uma jovem alienada, marca os ventos de mudança da União Soviética, liderada por Mikhail Gorbachev. O filme é um sucesso internacional.

1989

  • A Warner Communications funde-se com a Time, Inc. e criam a maior empresa mundial de entretenimento.
  • A Columbia Pictures funde-se com a Tri-Star Pictures.
  • A gigante japonesa Sony compra a Columbia Pictures e a Tri-Star Pictures à Coca-Cola por 3.4 biliões de dólares e posteriormente funde-as à Guber-Peters Entertainment Company. Jon Peters e Peter Guber passam a chefiar a nova divisão cinematográfica da Sony.
  • A indústria cinematográfica norte-americana reclama que a pirataria e as quotas de importação e distribuição internacionais lhe custam cerca de 1 bilião de dólares por ano.
  • A Fantástica Aventura de Bill e Ted é o primeiro filme do género “humor estúpido” a ter sucesso junto do público, que se mantém até aos dias de hoje.
  • A receita de mais de 8 milhões de dólares do filme Roger & Me é o valor mais alto conseguido por um documentário não-musical até então.
  • O documentário A Verdade Contra Tudo, que prova que um homem tinha sido erradamente acusado de assassinato, ajuda a que a sentença seja revista.
  • Numa tentativa de reavivar o mercado norte-americano para os seus filmes, a indústria francesa cria o 1º Festival de Cinema Francês em Nova Iorque.
  • Realizadores sul-coreanos mostram o seu desagrado contra o domínio de filmes norte-americanos no país, soltando cobras em várias salas de cinema.

Deixar uma resposta